"Fotografia não é nada. É a vida que me interessa."

(Henri Cartier-Bresson)

Meu nome é Patrícia, mas pode me chamar de Paty :)

 

Sou jornalista por formação. Trabalhei narrando a vida em textos nos principais jornais e revistas. Até que me casei e surgiu a vontade de ser mãe. Comecei então a pesquisar sobre esse mundinho encantador que é a infância. Isso foi lá em 2010... Passei a ver um milhão de fotos pela internet e colecionar ideias para registrar cada fase do crescimento dos futuros filhos.

 

Enquanto a prole não chegava, me peguei pensando que fotos eu gostaria de ter da minha própria infância se pudesse voltar no tempo. Não tive dúvidas! Registraria imagens com cheiro de vida real, rotineira.

 

Amaria, por exemplo, ter guardado em uma foto o olhar do meu pai todo bobo me vendo dar os primeiros passos, ainda desequilibrada, ou de minha mãe me dando papinha com meus irmãos correndo ao redor. Enfim, escolheria ter fotos da vida cotidiana, com cenas reais, capazes de evocar no futuro lembranças afetivas.

 

O interesse pela fotografia de crianças só foi aumentando e, com o tempo, o conhecimento fotográfico, que já vinha da época da faculdade, também cresceu.

 

As imagens passaram a ocupar tanto espaço em minha rotina que, depois de trabalhar por dez anos com textos, pensei: por que não narrar vidas em fotos? Foi então que me bandeei de vez para a Fotografia.

 

Formei-me pela Escola de Imagem e, por influência do jornalismo, me especializei em registrar a infância do jeitinho como ela é – sem poses ou cenários. Só a magia da vida real. Descobri, mais tarde, que este estilo tem um nome: fotografia documental de família.

 

 

*Ah, já ia me esquecendo da parte mais importante: me tornei, enfim, mãe. Gael chegou e tem um aninho

 

Patrícia Pereira, jornalista e fotógrafa, é especializada em registrar a infância (do jeitinho como ela é...)

Veja fotos nas galerias ou na fanpage!